Você sabe qual a função do Colágeno Tipo 2 no organismo?

29 janeiro 2020

COLÁGENO TIPO 2

Provavelmente, você já ouviu falar sobre colágeno — aquela substância naturalmente produzida pelo corpo humano que é responsável pela firmeza e pela elasticidade da pele, das unhas e do cabelo.
Mas você conhece o colágeno tipo II?
Sabia que esse composto pode auxiliar no combate às dores articulares?
À medida em que vamos envelhecendo, o corpo diminui a produção natural de colágeno. Assim sendo, muitas vezes, a suplementação é necessária.


Quando devo repor essa substância?

O colágeno tipo II é uma proteína semelhante a produzida naturalmente pelo organismo, ela é produzida em laboratório a partir das fibras de colágeno da cartilagem e dos ossos de frangos e de bovinos.
A sua produção zela por manter todas as propriedades originais da proteína e não a hidrolisar, ou seja, não quebrá-la, conservando-a da melhor forma com temperatura ideal durante o processo.
Esse tipo de colágeno na forma de cápsulas é indicado para quem necessita tratar ou prevenir doenças articulares como:
• artrite e osteoartrite;
• artrose e osteoartrose;
• artrite reumatoide;
• lesões nas articulações;
• lesões de cartilagem.

Além de ajudar no tratamento das doenças, o colágeno tipo II também pode ser usado para preveni-las, já que pessoas cada vez mais jovens são atingidas pelas doenças articulares.

Isso acontece principalmente no caso de pessoas que praticam atividades físicas de alta intensidade, como corrida e exercícios de impacto como crossfit.


Qual a diferença entre colágeno tipo I e colágeno tipo II

A diferença entre o colágeno hidrolisado e o não hidrolisado é que o primeiro é fabricado com finalidades mais estéticas, como dar força e brilho para cabelos e conservar a firmeza da pele. Já o colágeno tipo II é específico para agir nas articulações, mantendo sua integridade e prevenindo doenças relacionadas à falta dessa proteína no organismo.
Outra diferenciação é na quantidade de suplementação diária; enquanto a indicação para o colágeno hidrolisado é de 10g, para o tipo II, 40mg já são suficientes. Isso porque ele é um produto mais concentrado e não precisa de grandes quantidades para proporcionar os resultados desejados.
Mas vale lembrar que a proporção recomendada depende da idade da pessoa e do objetivo da suplementação. Somente um profissional capacitado pode orientar corretamente em relação a isso.

Como age o colágeno tipo II?

O colágeno tipo II atua na reposição do colágeno perdido nas articulações e combate o processo inflamatório nessas regiões.

Se a origem da doença for autoimune, como no caso da osteoartrite e da osteoartrose, isso significa que o próprio corpo ataca e destrói as articulações.
Nesse caso, a ingestão oral do colágeno tipo II ajuda o organismo a reconhecer e tolerar a proteína, sem atacá-la, colaborando para que as dores e as inflamações cessem.
Em todos os casos, o colágeno tipo II é muito indicado para recuperação de movimentos, reconstrução de cartilagens e melhora na saúde das juntas. Também contribui para ossos mais resistentes e músculos mais firmes.

Quando tomar o colágeno tipo II?
As cartilagens garantem plena flexibilidade e mobilidade ao corpo. Porém, com o passar dos anos e devido a algumas doenças, é normal que haja desgaste e perda de colágeno, ocasionando dores e dificuldades de movimentação, uma vez que o amortecimento entre os ossos diminui.
O colágeno tipo II pode ser tomado por pessoas de todas as idades que sofrem de alguma das doenças ortopédicas articulares e por quem pratica exercícios físicos intensos. Uma cápsula por dia costuma ser a dose recomendada, mas a quantidade certa só pode ser definida por um médico ou nutricionista.
E não se esqueça que, para uma melhor qualidade de vida, é importante estar atento a esses sinais de atrito nas articulações. Caso sinta dor ou incômodo, não hesite em procurar um médico, pois talvez seja necessário repor o colágeno tipo II no organismo, ingerindo-o na forma de suplementação.